Se tem uma coisa que tem entrado em nossas tendências e práticas do consumo é a sustentabilidade. Quando vamos ao mercado, usamos caixas de papelão ou ecobags, em vez de sacolinhas plásticas. Economizamos água, evitamos comprar muitas embalagens e pode até ser que caminhemos mais para ajudar o meio ambiente. Apesar de tudo isso, o que podemos fazer para inserir a sustentabilidade no que estamos vestindo, enquanto fazemos tudo isso? Você já pensou em uma moda sustentável? Tem ideia de como isso funciona? Sabe o que são tecidos sustentáveis? Vamos responder todas essas perguntas! 

Quando pensamos em moda sustentável, nossas possibilidades podem ser um pouco limitadas. É possível comprar roupa de alguns brechós e até mesmo incentivar a prática dentro de um grupo de amigos, para que a troca de peças de roupa seja maior que a compra, mas o que mais podemos fazer? 

Será que não tem como ser sustentável e ajudar o meio ambiente, ao mesmo tempo que compramos roupas novas? Como ficamos dentro do dilema de ter uma peça de roupa, que realmente queremos, ou prejudicar a natureza com essa prática? 

A solução para isso são justamente os tecidos sustentáveis, sendo uma via de sustentabilidade direto da produção das peças de roupa! Que tal conhecer mais sobre eles?

Conheça quais são os tecidos sustentáveis disponíveis no Brasil. | Foto: Unsplash.

O que são tecidos sustentáveis?

Como já dissemos, os tecidos sustentáveis são a grande maneira que a moda encontrou de apoiar a sustentabilidade não quando a roupa já estiver pronta, mas sim em sua produção. O que torna o processo sustentável, não apenas a peça!

Os consumidores do mundo da moda tem se tornado cada vez mais conscientes e exigentes em relação ao que estão comprando e vestindo, por isso, o mercado de moda criou tecidos sustentáveis. 

Agora que entendemos a ideia, o que seriam os tecidos sustentáveis na prática? Quando falamos de tecidos sustentáveis, isso significa que o tecido em si foi fabricado pensando em como ele geraria menos impacto ao meio ambiente em toda a sua vida útil, desde a fabricação da peça de roupa até o seu possível descarte. 

Há alguns pontos importantes, que podem ser pensados na hora de avaliar se o tecido que você está vendo é sustentável ou não, como: 

  • O meio ambiente é desgastado para produzir esse tecido? (Aqui estamos falando de extração, plantio e produção dos materiais que vão dar vida ao tecido);
  • As indústrias precisam utilizar componentes não naturais, ou até mesmo químicos, na produção do tecido? Se sim, é muito provável que esses componentes sejam descartados de forma errada em rios e mares, prejudicando o meio ambiente.

Quais são os tipos de tecidos sustentáveis?

Se você pesquisou “Tecidos sustentáveis Brasil” e achou que teriam poucas opções, você se enganou! Pois, o Brasil é um país rico e diverso em muitas coisas, inclusive em materiais sustentáveis para a moda! Verifique essa extensa lista de vias sustentáveis para investir em uma moda mais ecofriendly.

Algodão Orgânico

Você sabe o que é um algodão orgânico? Pense nos mesmos princípios de qualquer cultivo orgânico de frutas ou legumes. O algodão orgânico segue as mesmas diretrizes, pois uma grande diferença está justamente no plantio e produção! 

Em plantações orgânicas, componentes que aceleram o crescimento ou “melhoraram” a qualidade visual do produto são evitados, como pesticidas e agrotóxicos. Isso pode afetar gravemente o solo e a saúde do ser humano que está consumindo aquele produto, assim o Algodão Orgânico surge como uma alternativa!

Algodão reciclado

Ainda trabalhando com algodão, se você gosta de roupas feitas com este material, é possível investir no algodão reciclado.

Em sua fabricação, não há segredo algum: O algodão reciclado é a junção de retalhos, sobras e peças descartadas feitas de algodão. A partir dessa coleta de material, há a reciclagem e produção de uma nova peça.

Cânhamo

O cânhamo é uma planta resistente a pragas e que requer pouca água para seu plantio, o que é extremamente benéfico para o meio ambiente, sendo que a produção do tecido é sustentável desde o início.

A planta é composta por fibras que precisam ser soltas e separadas da casca e depois giradas juntas a fim de uní-las, criando assim, o tecido de cânhamo. A partir daqui, ela pode ser misturada com fibras de outros tecidos sustentáveis também! 

Fibra de Bananeira

A fibra de bananeira tem um grande potencial sustentável para a moda! Ela é uma fibra extremamente forte e, além disso, biodegradável. E só para somar: não possuir a utilização de substâncias químicas na fabricação. 

Além de ser bom para o meio ambiente, você acaba com uma peça de roupa muito vantajosa! A fibra de bananeira produz um tecido respirável, suave, flexível, brilhante, confortável e resistente!

Seda Orgânica

Sendo um tipo de tecido considerado luxuoso, a seda convencional não tem uma produção sustentável, pois são utilizados casulos intactos de bichos-de-seda, que são fervidos e depois as fibras são retiradas como uma corda extensa e contínua. Mas na produção orgânica da seda, há o respeito da vida do bicho-de-seda que está dentro do casulo. Além disso, o consumo de energia para essa produção é praticamente zero. 

Fibra de Laranja

Sabe aquelas cascas de laranja que nós jogamos fora? Na produção de tecidos sustentáveis para a moda verde, elas são muito bem vindas! 

Ao extrair a celulose destes “resíduos” é possível fabricar um tecido que pode funcionar como um substituto da seda. 

Fibra de Soja

Como matéria-prima renovável, a fibra de soja é outro exemplo de material que compõe um tecido sustentável. Ela pode ser produzida a partir de uma pasta gerada de resíduo entre a semente da soja e a extração do óleo. 

O tecido que vamos obter é macio e liso, podendo ser utilizado em roupas íntimas, para dormir, para praticar esportes e até mesmo para crianças. 

Liocel

O liocel é uma fibra natural que utiliza pouca água em sua produção. Ele é produzido a partir da pasta da madeira ou da celulose. Além disso, mais um ponto para sustentabilidade: ele não utiliza agrotóxicos para ser fabricado! Portanto, é um tecido fresco, com bom caimento, textura macia e melhor resistência. 

Poliamida Biodegradável

Esse tecido sustentável vem direto do Brasil! Isso mesmo, ele foi criado em terras brasileiras pensando na sustentabilidade no universo da moda. A poliamida biodegradável não tem em sua composição os plásticos comuns nos demais tipos de poliamida. 

É muito utilizado na moda praiana e esportes, uma vez que tem maior absorção de suor, facilitando as atividades físicas e preservando a água de praias e piscinas. 

Benefícios desses tecidos

De forma geral, já falamos um pouquinho sobre o benefício de cada tecido sustentável aqui. Mas, é sempre bom ressaltar as vantagens que esse tipo de roupa, pensada para ser mais “verde”, faz para o meio ambiente. 

O planeta tem recursos que não são inesgotáveis e, infelizmente, estamos cada vez mais perto do fim de materiais que usamos por séculos, sem nem pensar no impacto negativo para o meio ambiente.

Chegou a hora de pensarmos não apenas em nós, mas no planeta que vivemos também. E claro, isso não vai ser chato, pois a moda sustentável pensa nesses tecidos para que você continue elegante e ajudando a natureza!

conheça as marcas que utilizam tecidos sustentáveis | Foto: freepik

Como são fabricados e quais marcas utilizam tecidos sustentáveis?

Os tecidos sustentáveis podem ser fabricados por meio de materiais orgânicos e recicláveis. Além disso, ainda podem vir de produtos naturais e sintéticos. No Brasil e no mundo, temos muitas marcas que investem na moda sustentável, vamos destacar algumas marcas brasileiras para você saber onde pode adquirir tecidos sustentáveis:

  • Campo Largo;
  • Pantys;
  • Zum Tecido de Cera;
  • Timirim;
  • Feito Brasil;
  • Insecta Shoes;
  • Flávia Aranha;
  • Yes I Am Jeans;
  • Vert Shoes;
  • Gioconda Collective.

Agora você sabe mais sobre os tecidos sustentáveis você precisa conhecer a Umode, a plataforma de transformação digital para empresas de moda, com a soluções de gerenciar da matéria-prima ao sell out. Focando em mexer ponteiros através de plataformas digitais de gestão. Para conhecer mais sobre a prática, acesse o site da Umode e tire suas dúvidas.