Você já percebeu que algumas estratégias vêm ganhando destaque? É cada vez mais comum ouvirmos ou lermos novos termos, como é o caso das criptomoedas, NFT (token não fungível) e o metaverso.

Em outras palavras, todos eles, apesar de serem novidades para a maioria do público, têm uma relação: estão associados à imersão online que vivenciamos, ou seja, a moda digital

Desse modo, há alguns anos, vivemos uma digitalização, assim, esse fenômeno foi evidenciado com o uso frequente dos computadores e celulares, que se tornaram importantes para a realização de qualquer atividade.

Além disso, a pandemia também acelerou algumas transformações digitais, ou seja, como muitas relações e processos físicos foram diminuídos, alterações relacionadas à digitalização de informações, que poderiam estar previstas para as próximas décadas, já estão acontecendo. Assim, a sociedade como um todo está cada vez mais imersa no digital.

Mas você sabe o que tudo isso tem a ver com a moda? Vamos explicar!

Como esse segmento pode ser entendido também como uma ferramenta de expressão, portanto é natural que ela seja influenciada por grandes acontecimentos que afetam a sociedade em geral. Assim, em razão de tudo o que foi evidenciado até aqui, surgiu a moda digital.

O texto busca ajudar você a entender mais sobre esse tema que está ganhando cada vez mais destaque.

A moda digital é uma nova tendência que vem atraindo o público. | Foto: Pixabay.

Entenda o que é moda digital

A moda virtual passa por constantes transformações e evoluções. Nos últimos anos, por exemplo, houve um desenvolvimento muito considerável de tecidos tecnológicos, ou seja, o que já mostrava a possibilidades de a moda se adaptar a uma situação cada vez mais tecnológica e digital.

Nesse sentido, a disponibilização de peças e modelos com um toque futurista buscando inovações em pixels, para que sejam apreciadas ou realizadas montagens através das telas dos smartphones ou dos computadores, tem ganhado muito destaque nas redes sociais e no mundo do design.

Em outras palavras, com a imersão digital ainda mais acelerada, o mercado está se adaptando novamente. Atualmente, já é possível encontrar influencers e coleções online, como também roupa digital.

Desse modo, diversos desfiles e feiras de moda, por exemplo, já estão sendo direcionados para a realização presencial para serem divulgados e transmitidos de maneira online. 

Por isso, nesse modelo, os clientes podem adquirir as peças ou conhecer novas tendências diretamente da transmissão. Além disso, outro exemplo são as coleções totalmente digitais desenvolvidas por estilistas.

Ao invés de lançar a coleção física, as peças são compartilhadas em desenhos do computador, como também em cenários virtuais.

E o primeiro passo para acompanhar essa tendência é começar a planejar a sua coleção através de inteligência artificial com a uFlow.

Metaverso e oportunidades para o mercado de moda

Um ponto muito importante na hora de elaborar novas peças e coleções é conhecer o seu público e saber o que eles estão buscando, assim, é essencial estar focado nas tendências em todos os segmentos, não apenas da moda.

Por isso, investir na imersão digital é uma maneira de estar alinhado às novas expectativas do público-alvo e acompanhar a constante digitalização das coisas.

Em outras palavras, uma das vantagens de aderir ao desenvolvimento de coleções digitais é a grande presença nas mídias sociais. 

Nesse sentido, como essas roupas são criadas para uso exclusivo do meio virtual, as ações de compartilhamento das marcas nas redes são grandes. Desse modo, conseguem alcançar um público maior e, também, mais jovem.

Além disso, outro ponto positivo é que a moda digital é sustentável. Assim, o desenvolvimento não utiliza materiais e nem solta gases poluentes, como também o cliente pode adquirir uma roupa digital para usar apenas uma vez, sem ocorrer o descarte físico da peça (fast fashion). 

Outro ponto é que para os estilistas, um super benefício é a criatividade, ou seja, também pode ser explorada na criação de modelos digitais. Assim, criar modelos de roupas mais futuristas e elaboradas, sem limites de experimentos, é quase impossível no mundo real.

Oportunidades com NFT e roupas digitais

A moda digital também pode parecer uma grande novidade no mercado, mas já existem algumas empresas que trabalham exclusivamente com isso.

Nesse sentido, se você busca se adaptar a essa nova realidade de segmento, existem alguns pontos importantes que você pode considerar, por exemplo, já imaginou adquirir um lindo vestido para usar apenas de maneira digital?

A estratégia da NFT já transformou isso em realidade. Desse modo, a partir de 2020, o mundo passou por diferentes transformações, potencializadas pela pandemia do Covid19.

Por isso, as telas foram a principal maneira de interação entre as pessoas, seja no trabalho ou entre amigos. 

Em outras palavras, as pessoas não tinham mais festas ou eventos para participar e, portanto, dificilmente saiam de casa por conta das políticas de isolamento. Nesse sentido, é natural que em períodos como esse, o consumo seja repensado.

Além disso, com o uso de roupas virtuais surge a oportunidade de comprar roupas para utilizar apenas digitalmente, por exemplo, em uma reunião do Zoom. 

Outro ponto é com a utilização da realidade aumentada para adicionar uma peça de roupa digital na sua produção.

Explorar esse novo mercado pode ser uma oportunidade para o seu negócio. | Foto: Pixabay.

A moda digital é uma transformação que vem causando um grande impacto no mercado, assim, muitas pessoas ainda não conhecem essa nova realidade no segmento.

Por outro lado, o ideal é que as empresas busquem explorar esses novos mercados para desenvolver diferenciais que possam ajudar no lucro do negócio.

E o seu primeiro passo lógico para isso é conhecer o uFlow.

Sobre a uMode

A uMode é uma empresa de inovação 100% focada em moda.

Temos em nosso time um misto de engenheiros, inovadores, Estilistas, Cientistas de Dados, Growth Hackers, Executivos de Moda, que ajudam marcas de moda a descomplicar seus dados diminuindo o tempo de desenvolvimento, ruptura e sobras, maximizando os resultados da sua empresa.

Tudo isso por meio de plataformas e metodologias próprias que auxiliam desde o planejamento da coleção até o sellout.